Na Venezuela, falta à Guaidó o apoio militar

O mundo está de olhos voltados para a Venezuela.

Enquanto o líder da oposição, Juan Guaidó, se declarou presidente interino do país, reconhecido por Brasil, EUA e outros 12 países, o presidente Nicolás Maduro rejeitou a ruptura e anunciou rompimento diplomático com os norte-americanos.

À Juan Guaidó falta o apoio militar, que embora tenha chegado aos poucos, ainda é insuficiente.

Nas redes sociais, começam a circular vídeos de integrantes da Guarda Nacional aderindo ao movimento liderado por ele.

A moeda de troca pela adesão é a anistia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s