Eleitor com cadastro biométrico não precisa colher digital para passaporte

Tribunal Superior Eleitoral e Polícia Federal fizeram acordo para compartilhar o banco de dados das impressões digitais dos eleitores. Foi assinado nesta quinta-feira (16).

Agora, o TSE poderá utilizar a base de dados da Polícia Federal para identificar eleitores por meio das impressões digitais. Já a PF poderá acessar a base de dados da Corte eleitoral para pesquisar digitais, no caso de investigações criminais.

O convênio entre o tribunal e a Polícia Federal também deve gerar facilidades à população, na medida em que os eleitores que já tiverem feito cadastro biométrico na Justiça Eleitoral não terão mais que recolher as digitais para retirar o passaporte.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s