Exemplo vem de cima

O Conselho Superior do Ministério Público Federal desistiu da proposta de reajuste de 16% no salário dos procuradores para o ano que vem.

A decisão foi tomada um dia após o Supremo Tribunal Federal ter decidido não propor aumento salarial dos ministros para 2018.

Em julho, o Conselho do Ministério Público havia aprovado um aumento salarial de 16%, que seria enviado para o governo incluir no orçamento.

Ao justificar o recuo, a próxima procuradora-geral, Raquel Dodge, disse que a regra do teto de gastos públicos limita o reajuste.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s